domingo, 19 de junho de 2016

Entrevista com Adriana Farias - Cheia de estilo, talentosa e sensual

 1- Primeiramente obrigado pelo carinho e amizade. Conta um pouco de como foi sua infância.

 Daniel, muito obrigada pela entrevista. Considero -te um profissional coerente, inteligente e antenado. Bem, a minha infância foi muito bacana. Fui uma criança muito sapeca e simpática. Conhecia o prédio inteiro e ganhava inúmeros presentes da vizinhança. Sou filha de uma família de classe média. Meu pai era comerciante, muito inteligente e sociável. Minha mãe, dona de casa e vivia para mim e meu irmão. Todos da família sofrem com a balança. Minha mãe vive de dieta, meu irmão reduziu o estômago, meu pai, quando vivo, vivia na dieta e correndo no calçadão da praia. Sempre estive acima do peso. Na época da escola, meus coleguinhas me chamavam de baleia. Este bullying é cruel. Hoje, vejo a minha sobrinha com 7 anos de idade sendo chamada de " gorda e horrorosa". Diferentemente de mim que aceitava calada as ofensas, ela reage ( bate em todos, os pais vivem sendo chamados na escola rs). Me questiono: por que as crianças são tão cruéis?

2 - Como é teu dia a dia no trabalho e fora dele, conta mais. 

 Sou professora de História do colégio André Maurois nas manhãs de segundas e quintas e todas as tardes vou ao fórum, onde exerço advocacia na área trabalhista. Além disso, administro os negócios do meu pai desde 2010, quando ele faleceu. Acordo todos os dias 5:30 para ir a academia. Malho de segunda a sábado. Amo estudar, apesar de ter pouco tempo. Nos finais de semana, saio com os meus amigos e curto os meus três sobrinhos: Valentina "meu tesourinho, minha afilhada, com 7 anos de idade, Bernardo com 1 ano e 2 meses e Giovanna com 3 meses.


3 - Como foi para você estar no Concurso Miss Plus Size Carioca 2015, fala um pouco da experiência? 

 Participar do concurso Miss Plus Size Carioca organizado por Eduardo Araújo foi uma experiência incrível. Éramos 49 candidatas e eu era a única enxerida. A maioria delas são do meio da moda, tem uma desenvoltura na passarela impressionante. Aprendi muito com elas: truques de maquiagem, a me posicionar melhor diante das câmeras e recuperei o glamour que o dia a dia rouba.

4 - Você desde pequena já era gordinha, como foi tudo isso pra ti? Sempre muitos preconceitos? 

 Sempre fui grande, tenho costas largas, seios fartos e muita coxa. Nunca vesti manequim inferior a 42. Sofri preconceitos quando criança e adolescente: fui chamada de baleia. Já perdi namorado por ser gordinha, já ganhei outros, por isso, rs.

5 - Atualmente você é uma mulher madura, com mais de 40 anos, como que é ser uma mulher tão ativa? 

 Atualmente, tenho 42 anos de idade. Não é fácil chegar a minha idade solteira, sem filhos e com alto astral. Tive a sorte de trabalhar no que gosto, o que significa que me divirto no trabalho. Tenho um bom círculo de amizades que ajuda muito. Além disso, tive o privilégio de ter tido um pai que sempre me dizia" antes só, do que mal acompanhada."


6 - Como que veio essa vontade de defender e levantar bandeiras como: é possível ser uma professora e bonita simultaneamente e Casamento com alguém que contribua para o desenvolvimento intelectual etc? 

 Tenho duas graduações: História e Direito. A sociedade espera que toda professora seja pálida e que viva enclausurada numa biblioteca. Fujo a este estereótipo: no verão, vivo bronzeada, não uso óculos, curto uma boa roda de samba. Isto não significa que não deixo de ir a uma biblioteca. Sou uma mulher plural e autêntica.

7 - Você disse " Defendo o empoderamento das mulheres maduras". Comenta um pouco mais sobre isso. 

 Envelhecer é muito difícil numa sociedade onde o jovem é valorizado. Os papéis principais das novelas são dados as mulheres jovens e brancas. Chegar aos 40 neste contexto não é simples. A minha sorte é que me considero bem sucedida na minha profissão, caso contrário, estaria em depressão. Quando ousei me candidatar no concurso de miss, estava exercendo a minha militância; queria levantar a bandeira da beleza madura, mas os jurados não entenderam, rs. As meninas que obtiveram a faixa tinham menos do que 33 anos.





8 - Você tem formação acadêmica de história e Direito. Por que essas áreas, o que acha delas ?

 Sempre fui boa aluna na área de Humanas. Estudei no colégio Pedro II, tradicional no Rio de Janeiro. Lá, tive o privilégio de ter tido aula de Filosofia com os melhores professores da época. Prestei vestibular para História, fui aprovada para UFRJ e depois, Direito. Na sequência, cursei o mestrado em História e sonho fazer o doutorado em Sociologia.

 9 - Você é vaidosa com relação aos cuidados com a pele? detalha um pouco tudo isso. E a prática da musculação ? 

 Me cuido muito. Há quatro anos, acordo às 5:30 para ir a academia. Lá, ando 30 minutos na esteira, e pratico por 40 minutos musculação. Segundas, quartas e sextas malho os membros inferiores e terças, quintas e sábados os membros superiores. Hidrato os meus cabelos uma vez por semana e uso na minha pele ácido a noite e vitamina C durante o dia. Além disso, uso argila branca duas vezes por semana e regularmente, faço limpeza de pele. Há um preconceito na sociedade de que toda gorda é largada. No meu caso, isto não é verdade.



10 - Você não sente falta de ter filhos ou alguém para estar juntos, diariamente? Como você vê isso, sendo que muitas pessoas na sua idade acham importante isso?

 Até ter os meus sobrinhos, tinha uma vontade de engravidar. Depois que eles nasceram, percebi o quanto é difícil estar presente na vida de uma criança
 Ser mãe nos dias de hoje, é muito difícil, pois conciliar carreira e maternidade não dá. Quando você é excelente mãe, não é excelente profissional na maioria das vezes. Sempre há exceção.

 11 - Em relação ao teu estilo de vestir, o que você acha para cada ocasião? E sobre lingerie e roupas mais sexy, curte usar? 

 Gosto de usar roupas clássicas, não curto roupa muito estampada. Confesso que não tenho paciência de ficar circulando em shoppings, até por que tenho dificuldade de encontrar blusas no meu tamanho.
Quanto me vestir de forma mais sexy, adoro. Lógico, que tudo depende da ocasião. Jamais irei dar aula ou farei uma audiência vestida de forma sexy. Agora, se eu vou a uma boate por que não usar uma roupa provocante? Lingerie sexy deve ser peça obrigatória em todo armário feminino. A mulher tem que ser gostosa, insinuante para o seu crush, namorado, marido etc.
Atualmente, não saio na noite. Amo sair de tarde. Happy hour

12 - Você curte futebol e vai no estádio as vezes? Torce pelo Fluminense né ?

 Torço pelo Fluminense. De vez em quando levo a minha afilhada ao Maracanã, ela ama futebol. Gosto da vibração da torcida. Assistir jogo no estádio é diferente do que assistir em casa.


13 - Em relação a cobrança da sociedade com relação a comportamento, roupas das pessoas e essas questões? O que você acha?

 A sociedade é exigente com todos. Se você for consumista, se perde. Nunca conseguiremos ter tudo. Devido a minha formação mais filosófica, valorizo o ser e não o ter.

 14 - Você é uma mulher sempre alegre, rodeada de pessoas, curte conversar, eventos, com uma personalidade forte, fala um pouco. 

 Sempre fui muito independente. Sou geminiana e uma característica do meu signo é o entusiasmo, o qual atrai muitos amigos. Reconheço os meus limites e respeito muito o próximo.

15 - Em relação a sua alimentação, gosta de tudo, chocolate, como é? Curte fazer comida também? 

 Devido a minha vida corrida, não tenho tempo para cozinhar. Como de forma saudável, adoro salada e sou muito carnívora. Amo um churrasco regado com cerveja gelada e boa conversa.



16 - Quais musicas gosta? 

 Gosto da música brasileira, sou muito eclética curto do clássico ao popular. Samba é o meu ritmo predileto. Também gosto de forró, procuro ir a todos os shows do Geraldo Azevedo aqui no Rio.

17 - No tempo livre, o que curte fazer? Já conhece muito o Brasil? 

 Gosto de ir ao cinema, visitar exposição, amo ir a praia e nos feriados viajo. O nosso país é lindo. Ainda não conheço o Rio Grande do Sul e adoraria conhecer a floresta Amazônica.

18 - Deixa o recadinho que quiser.

recado que ouso transmitir é: Seja sempre você!!!


 A Ilustríssima Adriana é um sucesso, pois levanta bandeiras importantes na nossa sociedade, sempre ativa defendendo as gordinhas e a questão de que todos são diferentes e merecem respeito.
Participou do Miss Plus Size Carioca, do querido Eduardo Arauju e
com muito glamour, simplicidade, encanto e beleza ela ama o que faz, tornando assim o trabalho prazeroso. Atenciosa, sempre risonha e de personalidade forte, com ideias próprias, a musa não abre mão de ter uma vida ativa com as pessoas que gosta, com bom humor e disposição, fazendo a diferença e mostrando que a mulher mesmo com mais de 40 anos pode e deve se sentir radiante todos os dias!!
Uma grande amiga, merecedora de todos os reconhecimentos e carinho. Sucesso em tudo, grande exemplo!! 
Fotos 1,4,9 e 12- Foto Rita Mandarino Cabelo Léo Borges.

3 comentários:

  1. Amei a entrevista. Precisamos cada vez mais demonstrar que uma mulher poder ter uma vida plena e feliz, ser bem sucedida e capaz de atingir qualquer sonho, bastando acreditar em si e valorizar o que tem de melhor como a Belíssima Adriana Lima de Farias!

    ResponderExcluir
  2. Tive o prazer de ser aluna dela! É uma pessoa maravilhosa, e uma excelente profissional!

    ResponderExcluir